Mostrando postagens com marcador Acompanhamentos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Acompanhamentos. Mostrar todas as postagens

Requeijão caseiro

Requeijão cremoso caseiro
Bem, requeijão talvez seja um forte concorrente da manteiga nossa de cada dia... até porque não tá dando lá pra pagar o preço de uma manteiga de qualidade e as margarinas atuais.... veja bem.... melhor passar =Pb
Ainda assim não da pra comprar qualquer requeijão, mesmo aqueles "tipo requeijão" tem vindo com um precinho mais salgado que carne seca, entonces vamos ver se este post ajuda a galera a se virar melhor a saborear o pão nosso de cada dia!

Ingredientes (Rende 1kg de requeijão cremoso)

  •  250g de Ricota
  • 500ml leite
  • 3 colheres de sopa rasa de amido de milho (Maizena)
  •  meia colher de sopa de sal
  •  2 colheres de sopa de manteiga ou margarina
  • 1 caixa ou lata de creme de leite (395g) a lata dará melhor resultado
  •  pitada de cúrcuma açafrão da terra (opcional) para dar leve coloração

Modo de Preparo
  1.  Misture o leite, amido e sal, ferva mexendo até que engrosse bem
  2.  Leve tudo ao liquidificador e bata bem: Ricota, creme de leite, açafrão e a mistura fervida.
  3.  Divida em potes, deixe esfriar e leve a geladeira para firmar.

Print Friendly and PDF
Curta LeGarb no facebook e acompanhe nossas receitas

Tucupi - caldo de mandioca fermentado

Tucupi - caldo delicioso de mandioca fermentada
Tucupi, prato de origem indígena, tradição mantida e muito consumido
principalmente pelo povo do Pará, de ingredientes simples e uma transformação incrível.
Este caldo irá te surpreender e mudar seus conceitos sobre caldo de legumes, carne ou qualquer outro que você ja tenha experimentado.
Confesso que eu duvidei um pouco do resultado, por vezes o aroma não é o mais agradável até que após os 30 minutos finais de cozimento com o tempero eu descobri um caldo que certamente fará parte de muitas alegrias na cozinha.
Antes de preparar, recomendo que você tenha um coador de tecido (voal). compre um pedaço de 80x80cm e já está de bom tamanho.




Ingredientes

chicória do Norte - parente do coentro
  •  Minimo 2kg mandioca
  • qb água
  • qb sal 
Temperos
  •  Pimenta de cheiro
  • 1 dente de alho
  • chicória (chicória do Norte - coentro de folhas, como lembrou nosso amigo Mario Cesar nos comentários)

Modo de Preparo
  1.  Descasque e rale a mandioca no ralo fino (de farinha), caso tenha processador ou liquidificador potente, não tenha medo de usar, vai lhe salvar um bom tempo e muito trabalho, vc pode bater com um pouquinho de água.
  2. Deste mingau de mandioca, coe utilizando seu coador de voal ou peneira fina, apertando bastaaaaante mesmo, extraindo o máximo que puder deste caldo de mandioca (chamado manipueira). 
  3. Caldo da mandioca (manipueira)
  4. Tenha certeza de ter prensado, e extraído todo caldo que podia da mandioca, isto será seu tucupi.
  5. Deixe descansando em um recipiente durante 4 horas, para o polvilho sedimentar no fundo do seu recipiente.
  6. Após as 4 horas, transfira o liquido para outro recipiente sem levar o polvilho do fundo junto. Este polvilho pode ser usado no mingau do preparo do tacacá (prato típico que contém tucupi, jambu, camarões e mingau de polvilho)
  7. Deixe o liquido coado fermentando de um dia para o outro, você verá muitas bolhas nele e aspecto talhado.
  8. Tucupi - Caldo fermentado
  9. Ferva em fogo baixo por 30 minutos este líquido fermentado com seus temperos (sal, alho, pimenta de cheio, chicória etc), você notará que ele irá reduzir e ficar ligeiramente espesso, experimente para ir acertando o sal e temperos, já poderá notar a delicia do caldo.
  10. Saboreie imediatamente em um prato de sua preferencia como tacacá, peixes grelhados, pato, frango, ou cozidos.
    Tempo de validade: 1 semana.



Print Friendly and PDF
Curta LeGarb no facebook e acompanhe nossas receitas

Escondidinho de Bacalhau com purê de mandioquinha

Escondidinho de bacalhau com purê de mandioquinha
Pensa numa comida boa, agora imagina uma ainda que você não comeu mas consegue imaginar a delícia que é... exatamente assim! Esta receita foi uma alegria imensa que eu tive, pois foi preparada pela minha esposa, com todo carinho e perfeccionismo dela. O Resultado ficou divino! Textura, sabor, aparência tudo como se ela cozinhasse há muito tempo. Well, não é bem assim. Ela eh boa no que faz, mas não é lá muito fã... ainda bem senão talvez não teriamos o LeGarb com mais de 250 receitas hehehe
.


Ingredientes

  • 1 kilo de mandioquinha (baroa) cozida
  •  2 colheres de sopa de manteiga, leite opcional
  • 1 pacote (300g) PifPaf de bacalhau cozinho, dessalgado e desfiado
  • tempero a gosto (cebola, alho, tomate etc)
  •  queijo parmesão ou mussarela para gratinar

Modo de Preparo
  1. Refogue seu bacalhau da maneira que gosta e reserve
  2. Prepare o purê de mandioquinha, amasse bem a mandioquinha cozida, junte a manteiga e uns golinhos de leite, mexa, aerando bem até ficar levinho.
  3.  Prepare uma pequena assadeira ou travessa com purê, todo o recheio, cubra com mais purê e complete com o queijo
  4. Leve ao forno bem alto até gratinar o queijo
  5. Sirva com manjericão fresco e uma bela taça de vinho!

Print Friendly and PDF
Curta LeGarb no facebook e acompanhe nossas receitas

Farofa de proteína de soja com creme de cebola

Farofa de proteína de soja com creme de cebola
Mais rápido que miojo!!! E muito mais saborosa sem dúvida, essa farofa pode ser o diferencial do seu almoço, churrasco ou então aquele acompanhamento gostoso para um simples e inseparável arroz com feijão fresquinhos.
Quem provou adorou, quis mais e ainda pediu a receita, acho que deu pra saber o teor dessa gostosura né?

Ingredientes

  •  Meia xícara de óleo
  •  1 pacotinho de creme de cebola (tipo sopa)
  •  1 xícara de proteína texturizada de soja (crua, sem hidratar)
  •  2 xícaras de farinha de mandioca tipo biju

Modo de Preparo
  1.  Em uma tigela misture a soja crua mesmo com o creme de cebola em pó
  2.  Aqueça o óleo por no máximo 2 minutos
  3.  Jogue a soja com creme de cebola no óleo e misture bem para fritar a mistura
  4. junte imediatamente a farinha de mandioca biju e misture bem!!!
  5. Fica incrivelmente boa, salgadinha e bem temperada!!!

Print Friendly and PDF
Curta LeGarb no facebook e acompanhe nossas receitas

Estrogonofe de legumes e cogumelo - e origem do prato

Estrogonofe de legumes
Do Russo Stroganov - ou stroganovski (hehehe é sério) tem este nome - dentre algumas sugestões dado o nome de um membro da família Stroganoff, o fato é que o prato original tratava-se de cubos de carne empanada, com molho de mostarda e finalizado com creme azedo, e era chamado de Godjadina po-stroganovski. Então foi viajando mundo afora e recebendo outros ingredientes como molho de tomate e batata palha de acompanhamento. E então veio o Rafa do LeGarb, roubar a receita do pai dele (carinhosamente chamado de Gô) na versão vegetariana do prato e ganhar a confiança mesmo daqueles que gostam de uma carninha.

Ingredientes

  •  2 a 3 xícaras de proteína de soja graúda
  •  1 bandeja de cogumelo paris cortado em fatias
  •  1 cenoura cozida em rodelas
  •  3 mandioquinhas cozidas em rodelas
  •  1 pacote de molho de tomate pronto
  •  (opcional) meio copo - aprox 60ml de conhaque 
  •  alho, cebola, tomate e shoyu a gosto para refogar
  •  2 colheres de sopa de mostarda
  •  2 colheres de sopa de catchup
Modo de Preparo
  1.  Coloque a proteína de soja de molho em água bem quente com caldo de 2 limões e 2 colheres de shoyu
  2. Refogue a cebola, tomate, alho, cogumelos e reserve
  3. Drene a proteína de soja espremendo bem para que ela absorva todo o tempero
  4. Ligue o fogo novamente junte a proteína no refogado misturando bem e com a panela bem quente, despeje o conhaque
  5. Flambe ascendendo um fósforo próximo do refogado e deixe queimar até apagar o fogo sozinho
  6. Adicione os legumes, molho de tomate, mostarda e catchup ao refogado misture tudo muito bem
  7. Para finalizar adicione a lata de creme de leite, caso queira mais líquida adicione um pouco mais.
  8. Deixe apurar e corrija o sal se necessário.

  9. Sirva com arroz branco e batata palha!

Print Friendly and PDF
Curta LeGarb no facebook e acompanhe nossas receitas

charuto vegetariano com folha de couve

Charuto vegetariano com folhas de couve
Eis um prato simples, bonito e gostoso que minha mãe preparava quando eu era pequeno, pela versatilidade, facilita até na hora de limpar as panelas =)
Esta versão é vegetariana e eu utilizei proteína de soja texturizada no recheio mas quem gosta de carne pode fazer sua mistura fina e preparar o recheio de acordo. Há alguns segredinhos no preparo para facilitar sua vida e deixar mais saboroso, mas vai dar certo de qq forma que você preparar, eu tenho certeza!
Preparei também utilizando folhas de couve, bem largonas, você pode trocar por repolho ou folhas de parreira (uva) para manter a tradição do prato.

Ingredientes

  •  6 a 8 folhas de couve com caule aparado cortando rente a folha
  •  1 copo e meio de arroz cru
  •  2 cebolas bem picadinhas
  •  4 tomates bem maduros e bem picados
  •  1 pacote de molho de tomate pronto ou 1 lata de tomate pelado picado
  •  Hortelã, orégano, pimenta, ervas e temperos a gosto
  •  2 xícaras de proteína de soja texturizada e refogada
  • (veja neste link como preparar uma bem legal
  •  
Pre-Preparo
  1. Prepare sua proteína de soja e reserve
  2. Faça branqueamento das folhas de couve 
    1. ferva água em uma panela e deixe em fogo baixo
    2. coloque 1 ou 2 folhas por vez, deixe por uns 40 segundos
    3. transfira para uma vasilha com água gelada e gelo, 
    4. escorra e reserve
    5. Você terá folhas bem verdinhas, isso impede que fiquem amarelas ao cozinhar. 
  1. Em uma panela larga, refogue bem a cebola picada, adicione o tomate picadinho e deixe até começar a soltar bastante água, então desligue o fogo e reserve

Modo de Preparo
  1. Monte os charutos colocando 1 a 2 colheres de sopa de recheio no verso e parte mais larga da folha (baixo)
  2. Enrole a folha sobre o recheio 1 volta
  3. Dobre as bordas laterais da folha pra dentro rente ao recheio
  4. Termine de enrolar a folha
  5. Prenda as pontas cruzando 2 ou 3 palitos de dente
  6. Disponha os charutos sobre a cebola e tomate refogados deixando o final da folha virado pra baixo
  7. Despeje o molho de tomate ou tomate pelado sobre os charutos
  8. Caso deseje adicione 1 cubo de caldo concentrado 
  9. Coloque um prato resistente sobre os charutos para fazer peso e impedir que eles abram
  10. Tampe a panela e deixe cozinhando em fogo baixo por 30 minutos.  (cuidado para não secar demais e queimar a cebola e tomate)
  11. Aprecie e volte aqui pra contar o resultado 

Print Friendly and PDF
Curta LeGarb no facebook e acompanhe nossas receitas

Biscoitos amanteigados de Natal da Ana

Biscoitos amanteigados de Natal
Minha irmã vem surpreendendo nas receitas naturebas que vem executando, com um capricho de dar inveja e ingredientes surpreendentes. Ainda bem que ela ainda não decidiu montar um blog pra concorrer com o LeGarb, senão vocês todos migrariam pra lá, e pra tentar valorizar as receitas dela e o próprio LeGarb, ganhamos de presente a receita e fotos dos lindos biscoitos amanteigados que ela fez para enfeitar a árvore de Natal e claro, comer sempre que tiver vontade =). Ficam deliciosos, também pudera, só tem ingrediente de primeiríssima qualidade, e muito carinho na hora de preparar.

Ingredientes

  • 1 xícara de manteiga sem sal (temperatura ambiente)
    1 xícara e meia de açúcar
    1 ovo
    1 colher de chá e meia de extrato de baunilha
    meia colher chá de extrato de amêndoa
    2 +3/4 xícaras de farinha (veja a sugestão abaixo)
    1 colher de chá de fermento em pó
    1 colher de chá de sal
Biscoitos para enfeitar a árvore de Natal


Sugestão: troque  1/2 xícara de farinha de trigo por 1/2 xícara de alguma noz triturada no processador (avelã, nozes, pecan, amêndoas...).
Ela usou amêndoas trituradas justamente porque não tinha o extrato de amêndoa, ficou maravilhoso! (eu Rafa concordo plenamente!!!)

Dica: você pode trocar a manteiga por margarina culinária, vai sair mais barato mas perderá um pouco de qualidade no sabor.

Modo de Preparo
  1. Na batedeira, bata a manteiga e açúcar ate obter um creme clarinho e fofo
  2. Adicione o ovo e os extratos
  3. Em outra travessa misture a farinha com fermento e sal, e vai adicionando essa mistura 1 xícara por vez no creme, batendo apos as adições
  4. Termine de sovar a massa na mão até que fique uniforme
  5. Leve à geladeira por pelo menos duas horas (também pode ser de um dia para o outro - ela não teve tempo de mexer com a massa antes e ficou 3 dias na geladeira sem prejuízos)
  6. Retire da geladeira e deixe em temperatura ambiente por uns 30 minutos
  7. Divida a massa em duas bolas para abrir com um rolo
    DICA: utilize dois saquinhos limpos para abrir a massa: um por baixo e outro por cima. =)
  8. Abrindo a massa de biscoitos amenteigados
  9. Abra a massa deixando-a com mais ou menos meio centímetro de grossura
    DICA: você pode usar duas madeirinhas ou palitos com essa
    espessura para alcançar a altura desejada, como na foto ai do lado
  10. Corte os biscoitos usando cortadores de tema de Natal
  11. Coloque para assar em forma de biscoito ou numa forma do avesso (use o fundo para assar ao invés do lado de dentro).
     
  12. Importante: Em cada forma coloque biscoitos de tamanhos semelhantes pois o tempo para assar será de acordo com o tamanho (de 6 a 18 minutos em média).
  13. DICA: Quando os biscoitos estiverem no forno, observe seu brilho. Quando estiverem opacos você já pode retirá-los. Espere uns minutinhos e em seguida retire-os da forma com ajuda de uma espátula colocando-os pra secar num escorredor de louças (ou na grade específica para isso, se você for chyque)

    Ela não decorou os biscoitos por não sentir habilidade necessária com o glacê real e não acrescentar ainda mais açucar no biscoito. Mas pensou em banhá-los no chocolate! (meldels) hehe

    Pode ser uma sugestão para presente! Coloque os biscoitos num pote de vidro bem bonito e voilá! Ficará um presente super phyno
     
  14. Deixe esfriar de preferência sobre uma grelha ou escorredor de pratos para que fiquem crocantes, embale bonitinho e prenda na arvore com uma fita :D.

Print Friendly and PDF
Curta LeGarb no facebook e acompanhe nossas receitas

Arroz de Tomate - Receita original portuguesa

Arroz de Tomate portugês
Ora poix se esta não é mais uma receita portuguesa com certeza? É sim! e eu mal posso esperar para saborear este prato "na fonte" em breve. Um amigo esteve lá semanas atrás e dentre outras gostosuras se acabou neste prato típico português. O Arroz de tomate ou "rôz dtumát" como eles diriam com o aquele sotaque forte inigualável.
Adoro um arroz bem feitinho, e tomates, logo este prato é uma super combinação de gostosuras, e pra não dizer que não existe explicação científica pra isso, o Tomate é fonte rica de glutamato monossódico isso mesmo, ele age como um ajinomoto natural :D por isso você o tomate sendo usado em tantos e tantos pratos por aí! agora você sabe que o tomate é um realçador de sabores natural!

Ingredientes

  •  1 copo americano de arroz
  •  1 cebola pequena bem picadinha
  •  2 tomates sem pele bem picadinho (ou 1 lata de tomate pelado em cubos) - quanto melhor a qualidade do tomate melhor o sabor!
  • 1 colher de sobremesa de extrato de tomate
  • sal, pimenta, paprica e/ou urucum (coloral) a gosto
  • 1 copo e meio de água (ajuste para cozinhar o arroz adequadamente)

Modo de Preparo
  1.  Em uma panela, frite bem a cebola e junte os tomates
  2.  Refogue rapidamente e junte os temperos, o arroz cru e a água
  3.  Cozinhe ligeiramente em fogo médio, então quando a água baixar um pouco, abaixe o fogo e deixe cozinhando no lume com a panela tampada.
  4. Adicione mais água fervendo caso esteja secando e o arroz esteja durinho.
  5. O ponto certo é quando o arroz está no ponto e suculento (não fica seco)
  6. Acompanha muito bem um bom filé de peixe grelhado e caldinho de limão para acompanhar.

Print Friendly and PDF
Curta LeGarb no facebook e acompanhe nossas receitas

Arroz com Pequi e sobre o Pequi ou Piqui

Arroz com Pequi
É pra cabar com o Pequi do Goiás!!!! hahahaha, quantas vezes eu não me



diverti ouvindo essa música ou ouvindo amigos citando, nada como comparado a primeira vez que ouvi, e pra ajudar, veio de um amigo muito engraçado que definitivamente me fez rir como nunca, que legal, mas enfim, Pequi! o que vem a ser? Eu também tinha essa dúvida (moro no interior de SP), e vim acabar com ela.
Estava fazendo a feira junto do mercado mensal, quando me deparei com uma banca de Pequis, cheirosíssima que me deu água na boca, mas confesso que na hora eu relacionei com fruta, um sabor tipo graviola ou algo similar (não é bem assim), peguei duas para experimentar e ver como se preparava.

o que é Pequi
O que é Pequi? Pequi é um fruto abundante em Goiás e norte de Minas Gerais, pouco consumido nos demais estados do Brasil.

Como escolher? Geralmente são vendidos os frutos já maduros o suficiente, que caem das árvores, na banca da feira, escolha os mais molinhos e cheirosos de preferencia.
Como é consumido? São consumidos como um legume, tipo batata ou mandioquinha, refogados com frango, arroz etc.
caroço de Pequi com polpa
ATENÇÃO apenas a polpa que recobre o caroço é consumida, não morda o caroço pois contém espinhos internos como um ouriço do mar.
Como comer? Refogue, frite etc, e roa o caroço cuidadosamente segurando com as mãos, para facilitar, eu raspei/cortei os pedaços com uma faca e utilizei como tempero em pedaços.


O Sabor do Pequi:
Ok, não vou repetir o que eu ouvi quando perguntei antes de provar. Mas devo iniciar dizendo, tem um sabor Peculiar, o aroma frutado aromatiza a casa, ao ser refogado ele mostra seu lado mais legume lembrando mandioquinha, o sabor por si é frutado com meio levemente doce e fundo amarguinho bem de leve também, mas o arroz ficou encantador! recomendo!

Ingredientes

Pedaços de polpa de Pequi
  •  1 copo americano cheio de arroz branco
  •  polpa de 4 caroços de Pequi
  •  1 cebola média picadinha
  •  sal e alho a gosto,
  •  Água para cozimento

Modo de Preparo (rende 3 porções)
  1. Abra os pequis e utilizando uma faquinha, raspe / corte os pedaços de polpa do caroço do Pequi, sem quebrar o caroço para não se machucar
  2.  Em uma panela refogue a cebola e alho em azeite ou óleo e adicione o Pequi, de uma boa fritadinha nele.
  3. Adicione o arroz cru e frite tudo junto
  4. Cubra com água passando 1 dedo gordo da altura do arroz 
  5. Adicione sal a gosto
  6. Cozinhe em fogo alto até a água ficar abaixo do nível do arroz e o arroz ficar com furinhos de cozimento
  7. abaixe o fogo e tampe a panela até secar
  8. Desligue e deixe descansar
  9. Sirva em seguida.


Print Friendly and PDF
Curta LeGarb no facebook e acompanhe nossas receitas

Molho de pimenta saboroso que não arde

Molho de pimenta saboroso não ardido
Rapaz do céu pensa num molhinho de pimenta de comer de colherada?

daqueles bão mesmo, bão de comer com arroz e feijão, pode apostar, de verdade, faz um pouquinho e experimenta pra ver se eu não tenho razão.
Fomos passear em Maresias e nos serviram uma porção com esse molhinho, obviamente lotaram de alho, mas mesmo assim nos lambuzamos de comer.
Se você gosta de pimenta, se recebe sempre a família, os amigos, se tem lanchonete ou restaurante, prepare litros desta receita e faça sucesso. fica super mega hiper saborosa. Chega de papo, faça o teste =)

Ingredientes (rende 1 pote de maionese pequeno)

  •  10 a 15 pimentas dedo de moça (sem semente bem limpinha)
  •  meia xícara de óleo (pode ser só vinagre pra ficar mais leve)
  •  meia xícara de vinagre
  •  2 folhas de louro
  •  3 colheres de sopa de extrato de tomate ou 4 tomates sem semente
  •  3 cravos ou 1 colher de chá de cravo em pó
  • 1 colher de chá de açúcar
  •  sal a gosto
  • orégano a gosto
  •  meia xícara de salsinha
  •  1 cebola média sem casca cortada em pedaços
  • alho a gosto (2 dentes)
  •  noz moscada a gosto

Modo de Preparo
molho de pimenta não ardido
  1. Corte as pimentas no meio e limpe retirando as sementes e a fibra que segura as sementes (como na foto)
  2. Afervente-as por 5 minutos e escorra bem
  3. Junte tudo no liquidificador e bata até ficar sem pedaços
  4.  Acerte o sal se necessário
  5. Guarde em pote de vidro, sirva a vontade e coma sem moderação
  6. Para deixar ardido junte as sementes de 1 ou 2 pimentas e bata junto.

Print Friendly and PDF
Curta LeGarb no facebook e acompanhe nossas receitas

Pin it

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...